O que causa mau hálito? Descubra os mitos e verdades sobre a Halitose

Preenchimento Labial com Dr. Alana de Sá
Preenchimento labial: o que a Dra. Alana de Sá pode fazer para cuidar da sua harmonização orofacial
6 de março de 2018
Tratamento para Gengivite
Tratamento para Gengivite: descubra os estágios e como tratar a doença
20 de março de 2018
Show all

O que causa mau hálito? Descubra os mitos e verdades sobre a Halitose

Mitos e Verdades sobre o Mau Hálito

O mau hálito ou halitose é considerado um dos problemas bucais mais comuns. Devido a ele inúmeras pessoas passam por situações constrangedoras e recorrem a todo tipo de recurso para minimizar e/ou eliminar o odor tão característico desse problema.

Os pacientes que apresentam esse tipo de problema geralmente se sentem envergonhados e/ou incômodos para perguntar sobre as causas e soluções para o mau hálito e acabam acreditando em mitos criados sobre o tema. Para esclarecer as dúvidas sobre esse tipo de situação, ao longo deste post você irá encontrar uma seleção de mitos e verdades sobre esse tema. Veja!

13 Mitos e Verdades sobre o Mau Hálito que você precisa conhecer

Será que o que causa mau hálito são os problemas no estômago? Será que um chicletinho resolve o problema? Vários são os rumores acerca do halitose, mas nem todos são verdades. E para evitar que você passe por situações desagradáveis, nós esclarecemos alguns mitos e verdades sobre a halitose.

Causas do Mau Hálito1. O mau hálito é um problema de saúde.

Depende. A grosso modo, a halitose não é caracterizada como uma doença. No entanto, a depender do caso, ela pode estar intimamente ligada a alguma outra doença. Por isso, o ideal é que você procure a ajuda de um profissional especialista na área. Afinal, ele é capacitado para identificar e indicar o tratamento.

2. Jejum causa mau hálito.

Verdade. Poucas pessoas sabem disso, mas passar longos períodos de tempo sem se alimentar contribui para o surgimento da halitose. Isso ocorre devido a diminuição do açúcar no sangue que altera o hálito. Nesse sentido, o ideal é que se você se alimente regularmente para evitar o desenvolvimento de cheiros incômodos.

3. Apenas adultos possuem a halitose.

Mito. A halitose pode ser desenvolvida em pessoas de todas as idades, pois as principais origem dela são a falta de higienização bucal e inflamação da garganta. No entanto, é importante procurar a ajuda de um especialista, caso o problema persista mesmo com a eliminação das suas duas principais causas.

4. É comum apresentar mau hálito pela manhã.

Verdade. Conforme citado acima, longos períodos sem se alimentar causam o mau hálito e esse processo pode ser intensificado durante a noite, quando a quantidade de saliva produzida diminui. Nesses casos, o mau hálito pode ser eliminada após a primeira escovação realizada no dia e/ou pelo consumo de água.

5. Alguns medicamentos podem causar mau hálito.

Verdade. Poucas pessoas sabem, mas alguns medicamentos podem causar o indelicado mau hálito devido a diminuição na produção de saliva. Nesses casos, também pode ser formada uma placa bacteriana na língua e nas amígdalas. Para eliminar esse tipo de efeito colateral, o paciente deve intensificar a escovação dos dentes e a língua.

6. O mau hálito tem início com problemas no estômago.

Mito. Especialistas afirmam que cerca de 95% dos casos de mau hálito tem origem na região bucal, principalmente relacionados a problemas de uma precária higienização da gengiva e dos dentes.

Escovar os dentes pra evitar o mau hálito7. É possível se livrar do mau hálito apenas escovando os dentes.

Depende. Para reduzir os efeitos do mau hálito é fundamental realizar constantes limpezas bucais em consultórios odontológicos. Assim como prezar por bons hábitos diários de higiene, tais como, a realização de escovação mínima de três vezes ao dia, acompanhados do uso regular de enxaguante e fio dental.

8. O consumo de carne vermelha causa mau hálito.

Verdade. O consumo de carne de origem animal podem estar associados ao surgimento do mau hálito uma vez que, elas contêm certos componentes que após a sua ingestão provocam o surgimento de odores bastante desagradáveis na boca.

Alimentos como repolho, alho e certos tipos de temperos, também atuam de forma semelhante. Para evitar o surgimento desse odor desagradável, é indicado que após o consumo de carnes vermelhas seja realizado uma higienização completa na boca.

9. Frutas combatem a halitose.

Verdade. As frutas são conhecidas como verdadeiras aliadas no combate ao mau hálito, principalmente aquelas que concentram uma grande quantidade de vitamina C. Essas frutas atuam na prevenção de doenças periodontais, que são uma das principais causas da halitose. Ademais, auxiliam na conservação de gengivas e dentes mais saudáveis e fortes.

O consumo de água, de frutas secas e de vegetais como o gengibre, também são recursos que podem amenizar o surgimento desse problema.

10. O mau hálito é hereditário.

Mito. A halitose não é causado por questões hereditárias. No máximo, ele pode estar relacionado a presença de uma doença de origem hereditária, que causem um dos sintomas da halitose.

11. O aparelho ortodôntico contribui para a halitose.

Verdade. O uso de aparelhos ortodônticos, principalmente os fixo, dificulta a escovação e por isso pode ocorrer uma maior retenção dos alimentos ali. Segundo uma pesquisa feita pela ABHA (Associação Brasileira de Halitose), 37% dos adolescentes de 12 a 19 anos apresentam ou já apresentaram problemas com halitose. Dos 254 jovens pesquisados, 21% deles afirmam que o mau hálito começou após o início do uso do aparelho.

Chiclete acaba com o Mau Hálito?12. Mascar chiclete elimina o mau hálito.

Mito. Os chicletes, principalmente os que não possuem açúcar, estimulam a salivação mascarando o mau hálito. Ou seja, possui efeito passageiro e não resolve o problema. 

13. A halitose não tem cura.

Mito. O mau hálito tem cura em aproximadamente 100% dos casos. Mas, para conseguir eliminar esse problema, é imprescindível realizar visitas ao dentes para identificar a real causa do meu hálito para fazer o tratamento ideal para o caso.

— 

Agora você sabe que não adianta tentar esconder o problema com um chicletinho. O ideal é acompanhar o seu hálito ao longo do dia, para identificar como se foi uma situação isolada ou se os sintomas persistem. Se preferir, peça a ajuda de um amigo de confiança para fazer isso. Caso seja o problema seja identificado, você deve consultar um profissional especializado para diagnosticar as causas e tratar o mau hálito com precisão.

E aí, o que achou do assunto de hoje? Tem algum outro tema que você ouve muito sobre a halitose e gostaria de descobrir se é um mito ou verdade? Conte pra gente nos comentário. 

Dra. Alana de Sá
Dra. Alana de Sá
Cirurgiã-Dentista graduada em Odontologia pela Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucurí. Pós-graduada em Prótese fixa e dentística, Cirurgia Avançada e Implantes e Prótese sobre Implante. É especialista em Implantodontia pela Universidade Federal de Minas Gerais e em Prótese Dentária pela Unicamp. Se aperfeiçoou em Toxina Botulínica, Preenchimento Facial, Bichectomia e Odontologia Estética. Hoje é membro da Sociedade Brasileira de Toxina Botulínica e Implantes Faciais na Odontologia.

1 Comentário

  1. Muito esclarecedor. Sempre achei que o mau hálito era proveniente do estômago.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *